LIGHT STEEL FRAME

O Light Steel Framing (LSF) é um sistema construtivo industrializado, composto por perfis leves de aço galvanizado, com a possibilidade de o fechamento ser realizado por placas cimentícias, painéis de tiras de madeira orientadas (Oriented Strand Board) ou peças de gesso acartonado. “Tecnicamente, frame é o esqueleto estrutural projetado para dar forma e suportar a edificação, sendo composto por elementos leves – perfis formados a frio (PFF). Já o framing é o processo pelo qual se unem e se vinculam esses elementos”, explica Luana Carregari, idealizadora e coordenadora do Congresso Latino-Americano de Steel Frame.

Para garantir conforto térmico e acústico, entre as estruturas de revestimento é comum utilizar recheio de lã mineral ou PET, com resultado superior ao da alvenaria tradicional. Trata-se de uma obra em que a industrialização permite a racionalização e a ausência de erros, o que reduz a quantidade de entulho e sujeira.

QUANDO UTILIZAR

O Light Steel Framing é indicado para todos os tipos de obra, desde as de grande porte, como aeroportos, estádios de futebol, vilas olímpicas, edifícios e galpões, até construções menores, como casas e pequenos prédios com fins comerciais. Dependendo da obra, o ideal é utilizar um mix de sistemas. É o caso de edificações com mais de oito andares, onde entra o Steel Frame (aço pesado) e, de forma complementar, o Light Steel Framing (aço leve) para as paredes internas.

Trata-se de uma obra em que a industrialização permite a racionalização e a ausência de erros, o que reduz a quantidade de entulho e sujeira.

 

Luana Carregari

Casa em Light Steel Frame Rio de Janeiro RJ

VANTAGENS

Quando comparada à alvenaria, a solução apresenta benefícios para o canteiro, com destaque para maior velocidade na montagem, limpeza, organização e baixa produção de entulhos. “Sem contar a qualidade e o desempenho das edificações, que são seguras, fazem frente às intempéries da natureza e têm fácil manutenção. Além disso, a durabilidade é comprovada por construções norte-americanas com mais de 200 anos”, observa Carregari.

Da água retirada de rios e aquíferos para o uso humano, cerca de 16% é destinada à construção civil. Mas, em meio à crise hídrica e com os hábitos tendo de ser modificados agressivamente, os olhos do consumidor, da indústria e das construtoras estão se voltando cada vez mais para sistemas construtivos a seco, com destaque para o Light Steel Framing. A alternativa necessita de água somente na fundação, e o restante da obra é executado a partir de produtos industrializados. A economia de água chega a 80%, se comparada com a quantidade utilizada em projetos em alvenaria.

CUSTOS E MERCADO

Construir com LSF tem um custo semelhante ao de obras em alvenaria, mas requer mão de obra especializada. Em diferentes países, as empresas do setor estão investindo, cada vez mais, em treinamento de mão de obra para projeto e montagem em Light Steel Framing.

COMPARATIVO ALVENARIA X LIGHT STEEL FRAME

© 2019 Malth Construção Sustentável | Rio de Janeiro

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • whatsapp-logo-112413FAA7-seeklogo.com
  • Black YouTube Icon